top of page
Leonora Rosado - Dor em Tempos de Frutos

Leonora Rosado - Dor em Tempos de Frutos

Dor em Tempo de Frutos

22.

Conheces o meu nome, mas não o meu timbre, Parsifal foi um grito no vazio. E nós, costureiras de aflições, erguemos a renda ainda por pespontar. Transpirámos o eclipse numa eternidade a haver. Somos a réplica não anunciada das costuras que nos faltam. E o tecido é um precioso retalho entre o sangue e as vagas demolidoras que o mar questiona. Esperem, raparigas do sueste, as vossas uvas virão do solo de quem se afogueia um dia pela promessa rubra e o salitre das vossas pernas. Deixa-me repousar na tua bainha, deixa-me adivinhar as infusas de leite que carregas junto ao seio, minha tão cara Emília. Conheço o teu seio, mas não o teu repouso. O leite que agora preparas vem do fundo da tua contrição. Sangrá-lo ao bebê-lo, minha querida irmã, como é doce o teu acanhamento. E pura a vontade de nele se extasiar.

Leonora C. Rosado

Leonora Rosado

Editora Labirinto

2023

    14,00 €Preço
    Página de Produto: Stores_Product_Widget
    bottom of page